31 de janeiro de 2013

18:33 0 Comments

Toda vez, eu acredito que uma nova história eu vou construir. Que tudo aquilo em que acredito vai se realizar... Que finalmente eu vou ser feliz! Que dessa vez vai ser diferente!
Por que eu tenho o costume de fantasiar tudo?
Por que eu sempre me engano?

Nada vai ser diferente e você sempre vai me fazer sofrer!
Eu não nasci para me apaixonar... Isto é muito difícil... Isto é muito cansativo!

Eu peço a Deus que fiquemos juntos, que finalmente a gente possa se dar bem!
Mas você continua me decepcionando e eu volto a pedir a Deus que me livre de você! "Não quero sofrer", eu falo!


28 de janeiro de 2013

18:57 0 Comments


Eu já não preciso mais de você para ser feliz. Eu não preciso de você para sorrir novamente. Eu posso e consigo ser feliz sem você em minha vida. A partir de hoje, te deixo livre para viver sua vida com quem você quiser. E eu? Eu estarei melhor sem você. Bem melhor. Então, eu digo: não preciso e não quero mais você. Cale-se e não minta mais para mim. Já suportei demais suas mentiras e palavras sem valor; hoje sou eu quem é dono da verdade sobre minha própria vida. Eu realmente errei por querer você, por te amar; mas já passou. O seu tempo acabou, pegue suas coisas e vá embora de minha vida de uma vez por todas; para sempre agora.

27 de janeiro de 2013

17:19 0 Comments


"Eu desisti. Desisti de tentar ao menos ter, mesmo que um pouco, parte na sua vida. Desisti de te querer – foi difícil para mim, mas eu consegui. Desisti de lutar por você, de ir atrás de você, de amar você. Eu desisti primeiramente pela sua indiferença. Apenas eu te amava, apenas eu te queria. Eu estava quebrado. Estava preso a um amor em que apenas eu amava. Eu lutei para te esquecer, e hoje eu posso dizer que quase consegui. Mas sempre que sonho com você, toda aquela luta para te esquecer se vai por água abaixo. E eu volto a te amar tanto quanto na primeira vez."


23 de janeiro de 2013

18:02 0 Comments

Por favor entenda; vou seguir o meu caminho, já não posso mais ficar. Eu te amei e fui infeliz, pois você só quis brincar com amor. Chega desse jogo de pedir o meu carinho, agora eu sei; vou resistir e ganhar. Eu quis me entregar, mas isso foi tão impossível; você fez a solidão me abraçar.
Eu tentei te conquistar. Eu tentei ganhar seu beijo. Eu fiz o céu se tornar um mar de paixões e de desejos. Você fez meu sorriso chorar. Maltratou meu amor. E agora vem pedindo pra que eu volte a te amar? É triste lhe dizer, mas decidi te deixar.
Tentei te dar amor, carinho e paixão; você não quis, agora fique com a solidão. Eu já não quero te amar. Lamento, mas não vou voltar. Por te amar demais você sempre brincou e me fez sofrer sem razão. Procure entender a minha decisão, mas não sei viver de ilusão. Você me fez ver que o amor também tem seu final.

20 de janeiro de 2013

18:38 0 Comments

Eu amo o meu amigo. Pode soar clichê, tendo em vista que eu sempre confundo as coisas e enxergo sentimento aonde nada tem. Mas entre a gente existe. Tudo bem, pode não ser amor. Pelo menos, não o amor que eu queria que fosse. Mas ele faz de mim a garota mais feliz do mundo. Eu amo o meu amigo porque ele me escuta sempre que preciso, até mesmo quando quero desabafar dores de outros amores. Ele não hesita em pôr um sorriso nos meus lábios. Eu amo meu amigo. Amo os seus ombros largos e suas covinhas. Amo a maneira que ele me protege e quando ele usa bermudas largas e sua cueca box, branca, fica a mostra. Amo quando ele vai lá em casa e minha mãe abre um imenso sorriso porque ele é um dos poucos que consegue agradá-la. Eu amo quando alguém diz que deveríamos namorar, mesmo que minhas bochechas fiquem coradas. Eu amo a cara que ele faz quando quer algo e o jeito que ele se transforma na pessoa mais fofa do mundo quando quer alguma coisa. Eu amo o meu amigo porque eu absorvo as manias dele e ele as minhas. Eu amo o meu amigo porque a gente se entende com um olhar. Eu amo o meu amigo porque ele faz com que eu me sinta segura, amada, mulher. Eu amo o meu amigo porque a gente gosta das mesmas músicas, dos mesmos filmes e dos mesmos caras. Eu amo meu amigo, pena que ele é gay.

— Até que a amizade os separe.  (via querido—john)

9 de janeiro de 2013

06:38 0 Comments

Eu ia fazer uma lista com agradecimentos de final de ano aqui no Blog, mas percebi que eu não preciso agradecer a ninguém nesta época do ano.
Não devemos fazer agradecimentos somente no final do ano e sim devemos todos os dias agradecer as pessoas que estão/estiveram ao seu lado. Mostrar à eles que eles são importantes todos os dias!