28 de março de 2010

Deus quis assim....Parte ll

20:05



No primeiro dia em que os vi, me emocionei.
Foi o primeiro dia que descobri algo que eu realmente tinha total certeza que amava.
A cada dia me surpreendia e me apaixonava.
É algo que só quem os conhece sabe!
Vocês me traziam as melhores ilusões e fantasias. Cada vez que experimentava, eu queria mais.
Hoje, eu sinto falta de não poder mais vê-los.
Cada minuto que os via, minha alma era entorpecida de alegria.
Uma felicidade que vinha do fundo de meu coração... Que hoje, só me faz chorar de saudades.


26 de março de 2010

Deus quis assim....

19:39 2 Comments

Saudade daquele dia...
Saudade daquele mês...
Saudade daquele ano...
Saudade de vê-los sorrindo, ao invés de vê-los tristes...
Saudade de cada um de vocês...
Saudade daquela felicidade...
Saudade daquele tempo em que tudo era mais colorido...
Agora o que me resta são apenas lembranças daquela época que tínhamos notícias de vocês todo o tempo.
Infelizmente, tudo se perdeu no tempo...
Somente a saudade ficou!!
Vocês podem ir....Fugirem de minha visão....
Mas meu coração guardou a imagem de vocês!

24 de março de 2010

Sou feliz!

06:55

Essa foto me traz coisas boas...
Me faz pensar em como a vida é muito mais do que apenas, estudar, namorar ou sair com os amigos para curtir...
Essa foto me faz pensar em amizade verdadeira..
Aquela que faz com que vc se sinta feliz apenas por estar ao lado de quem você ama! Me sinto muito feliz de ter ganhado amigos tão perfeitos...


11 de março de 2010

Tormento...

18:12



Eu me apaixonei por você no primeiro instante.
Por um segundo você deixou a minha respiração acelerada.
Foi quando me peguei a olhar as fotos dela junto a ti.
Meu coração já não sabia mais se estava acelerado ou havia parado.
Por dentro eu já não sentia mais nada... Foi como se eu houvesse dado o último suspiro antes de morrer.
Eu queria gritar bem alto, mas todos iriam ouvir... Então, fiquei em silêncio.
De noite, enquanto dormia, o tormento retornou em minha mente.
Você sussurrou em meu ouvido, dizendo que tudo que eu havia visto era loucura... Que meu pensamento havia se escurecido e eu não enxergava a verdade.
Pela manhã, retornei a pensar...
Era hora de me lembrar do que havia sentido.
Mas felizmente, nada mais fazia sentido... E minha alma descansou do tormento.

9 de março de 2010

Fatos Reais

19:14 4 Comments

Através da porta de meu trabalho, eu via a realidade imposta pelo mundo lá fora.
Uma velhinha negra se sentava no banco da praça.
Seus olhos amarelados me mostravam a sua saúde abalada.
Sua face transmitia o peso da vida, aquela vida sofrida e trabalhadora.
Seus pés machucados e atados estavam cansados.
Suas mãos doíam por causa das sacolas pesadas de compras.
O calor era forte.
A tira colo, uma toalhinha para enxugar o suor do rosto.
Mas apesar de tudo, lá vai à velhinha para sua casa.