Pode ler... É para você mesmo!

Publicado por Mitsuyia ~ @Hfr_sarang no 15:34

Por que você gosta de me ver ao seus pés?
Lutando por um sonho que não me pertence mais...
Se esqueça de tudo... Feche os olhos... Bata a porta...
Descubra um novo mundo em que eu não faço parte...
Trace seu caminho... Mude de calçada...
Não interrompa a minha respiração...
Você não faz mais parte do meu mundo... Estou seguindo em uma outra direção...
Meu sonho já não é mais esse...
Você não faz mais parte da minha lista....
Não me olhe mais... Não se dirija á mim....
Não me entorpeça com suas palavras sujas....
...
Baseado em fatos reais...

Sociedade cega

Publicado por Mitsuyia ~ @Hfr_sarang no 19:35
O que mais me tira do sério é que todas as pessoas têm a fórmula perfeita do que é o certo.
Na maior parte, fingem seguir.
Claro pode reprimir vontades, desejos... Uns demonstram mais o que sentem, outros deixam guardados lá no fundo da alma.
Não acho certo fazer o errado, muito menos estou aqui fazendo apologia ao errado, só acho que ninguém é tão santo á ponto de poder exigir demais das pessoas... Querendo a santidade delas.
Uns em seus momentos de fúria extravasam o que sempre ficou entalado durante anos. Mas em suas ações, eles são os mesmos, e nunca mudam...
Acham que mudaram... Mas permanecem cegos e surdos!

Os delírios de consumo de Mitsuyia

Publicado por Mitsuyia ~ @Hfr_sarang no 18:57
Ouvir a sua voz é como deixar a tristeza de lado e encontrar um mundo em que tudo é feliz....
É como beijar o céu e sentir apenas por alguns segundos o prazer do paraíso...
Te tocar é como experimentar o fruto proibido...É errado, mas inevitável....

A razão da minha perdição é ter te encontrado...
...

Ei, você

Publicado por Mitsuyia ~ @Hfr_sarang no 12:07
Desculpa, mas eu não faço as coisas a seu modo...
Desculpa, mas às vezes eu magôo...
Desculpa, mas às vezes tenho a necessidade de aparecer...
Desculpa, mas eu incomodo?
Desculpa, mas eu não vejo motivo pra me culpar...
Desculpa, mas eu não nasci pra ter pena...
Desculpa, mas eu não lamento...
Desculpa, mas a vida é assim...
Desculpa, mas se decepcionar faz parte...
Desculpa, mas tem gente que quer viver por mim...
Desculpa, mas eu já vivenciei isso também...
Desculpa, mas eu não sou insensível, só vejo as coisas a meu modo...
Desculpa, mas às vezes eu acho graça...
Desculpa, mas eu não sei me desculpar...
Desculpa, mas às vezes eu tenho que ser eu mesma...
Desculpa, mas fingir ser a boazinha, não faz meu estilo...
Desculpa, mas eu não sou perfeita...
Desculpa, mas eu às vezes me escondo...
Desculpa, mas viver fugindo não passa a dor!

Ele se foi...

Publicado por Mitsuyia ~ @Hfr_sarang no 16:59
Hoje fiquei sabendo que meu amigo FALECEU, eu não era tão próxima dele, mas agora que ele se foi posso dizer que eu já o amei muito.Não como amigo..Acho que vocês me entendem!

Dificil de acreditar que ele se foi...mas...
Tantas pessoas se vão, tantas pessoas... E nós aprendemos a viver sem elas. No limite do incerto.

Eu tenho medo do futuro incerto.Do futuro solitário, sem nenhum rosto familiar.

Essa música era a trilha sonora que eu escutava para pensar nele...
A música se chama Go on girl do cantor Ne-yo...



pS: Eu acho que ainda penso nele quando escuto essa música!

Coisas que perdemos pelo caminho

Publicado por Mitsuyia ~ @Hfr_sarang no 08:02
Quando comecei a perder algumas coisas na vida, percebi que é melhor dar valor á elas quando estão conosco.

-Seja um brinquedo...
-Seja um amor que se foi...
-Seja um amigo...
-Até uma simples roupa...
Quando ouvi isso de mim mesma, refleti e vi que eu dei tanto valor á essas coisas que quando as perdi, senti tanta saudade que parecia que meu coração tinha fugido do peito.
Meu medo é que essas coisas sumam da minha vida e nunca mais voltem.

*Perdi tantas coisas pelo caminho que nem sei o que eu vou encontrar no final dele...nem sei se eu mesma vou estar lá.

Eu choro por ter saudades...

Publicado por Mitsuyia ~ @Hfr_sarang no 19:29

'Eu sabia que tudo era questão de tempo...
Eu tive que fazer isso por mim mesma...Nunca vou te perdoar por te ver tantas vezes destruindo meus sonhos!!
E não parece que vc vá mudar muito!
De agora em diante,faça como quiser,vou parar de me preocupar!Nada que vc fizer daqui pra frente vai me preocupar...
Prefiro me convencer de uma coisa...EU SOU BOA DEMAIS PRA VC!!(apesar de ser dificil)
Eu acreditei que poderia ter algo a mais com vc,mas eu fui uma tola ...Todas aquelas noites perdidas,pensando em vc...Todas aquelas aulas que naum prestei atenção,pq vc naum saia da minha cabeça!!
A partir de agora, não vou mais me importar, vou sair do seu caminho...
Por sua causa, me lembro de ter chorado até adormecer...
Me arrependo de ter pensado em vc todas aquelas vezes!
Você me enganou com suas mentiras tantas vezes....
Por que você tinha que ser assim?
Eu não posso acreditar, no final você era aquele tipo de cara que eu sempre tentei manter distância!
Eu quero fugir de você mas...Por que eu continuo lembrando de você?**Eu não estou bem!!
Quando anoitecer parece que eu vou estar sozinha no meu quarto chorando como uma idiota!
'Mas apesar de tudo eu ainda vejo você nos meus sonhos...
Quero apenas esquecer vc,mas pra isso vc tem que sumir da minha vida!

Publicado por Mitsuyia ~ @Hfr_sarang no 16:47



O seu sorriso me transforma... Me encanta,me deixa louca...
Envolve o surreal e o mundo real...Minha mente viaja num mundo sem volta...
Me entorpeça...Pare o meu coração
Minha boca se seca...
Me encha de felicidade...

Transforme o meu ser em apenas pó..;
Seu sorriso me gela,me atropela...
Peço desculpas por te amar mais do que a mim mesma...
Tenho medo da onde isso possa parar...
Num mundo de fantasia ou numa vida de agonia...
Interrompa o meu sono,me leve além....
Seja imortal...Rasgue o meu ser...Envolva o meu viver...
Grite o meu nome....Invente mil palavras...

Esqueça...

Bailarino

Publicado por Mitsuyia ~ @Hfr_sarang no 17:06
De noite, pela rua escura, andava um menino com sua sacola de pano nas costas.Perto do ponto de ônibus, o menino parou para descansar. A chuva começou a cair.Ele pôs a sacola no chão molhado e nas pontas do pé, dançou delicadamente por entre as poças.A lua refletia uma doce luz brilhante nas calçadas molhadas.A rua vazia se estendia até o final do horizonte. Nenhum carro, nenhum som, nenhum ninguém.
O menino pulava, batia os sapatos nas latas de lixo. Sentia o vento e os pingos de chuva no rosto.
Bailarino, aquele que não tinha medo, aquele que era forte, que morava na rua, aquele que sonhava com a melodia.
Dançava no palco da escuridão da noite, seu principal refletor era a lua, as estrelas sua platéia, a música o som da vida.