Pular para o conteúdo principal

Uma antiga história...


Contarei hoje,o final da história que fiz em dezembro de 2007.

...

Império Vermelho

(Década de 30)

Por aqui tudo está diferente...
Depois da morte da Senhora Li, o Império Vermelho foi deixado sob minha responsabilidade.


Ás vezes é difícil lembrar de algumas pessoas, se passou tanto tempo! De Meng eu me recordo, era muito companheira, me ajudava bastante.
Apesar de não tê-la visto nunca mais, sinto que vive com Hirao no campo. Nem ousaria regressar,eu lhes causei tanta tristeza.
O Senhor Chan ainda é o médico aqui da região. Ele sempre foi muito bom para todos nós.
Sonho tanto com Junsu e o Chang, tento me lembrar dos momentos felizes que todos nós passamos no campo.
Cada dia penso neles de uma forma,ora no céu, ora no campo junto a Meng.
Penso que tudo que vi foi mera ilusão.
Tsu continua a ser meu marido e general de Kitakyushu. No momento suas tropas estão em Okinawa.


Aqui no Japão,vivemos um momento conturbado, tantas coisas ocorreram nesse ano.
Uma coisa que me lembro todos os dias são das palavra de consolo da Senhora Li, pedindo pra que tívessemos esperança.
Agora, fechando o livro de recordações, só uma coisa me vem á mente... O sorriso de Junsu.
Hoje será um dia memorável para Kitakyushu, a gueixa Mitsuyia venderá seu mizuage. Me lembro desse meu dia, foi quando me apaixonei por Junsu.
Que amor impossível...
Apesar de tê-lo amado muito, não quero a mesma vida para Mitsuyia.


Temos que seguir nosso destino de gueixa, porque ser gueixa não é uma escolha, é um destino.

Comentários

Lys Fernanda disse…
Ah em 2007 eu nem era blogueira, mas gostei de ler este trecho da sua historia querida, adoro elas, mil beijos ♥

Postagens mais visitadas deste blog

Paz e Amor

Eu demorei um pouco para escrever essa postagem, pois esperei a poeira baixar.
Algumas pessoas rudes de coração, falaram coisas desgostosas a respeito do Kpop 'Divulgação Official, meu projeto de música coreana.
De primeira eu senti pena dessas pessoas, depois eu quis saber porque essas pessoas precisavam agredir verbalmente minha equipe e eu.
Para finalizar fiquei sabendo o porque dessas atitudes e percebi que não precisava me preocupar com essas pessoas.

Para quem ainda não entendeu sobre o que estou falando, aqui está um pequeno resuminho:

Recentemente, houve um pequeno mal entendido no blog Kpop ‘Divulgação Official em relação a um post.
Talvez algumas pessoas tenham entendido e não tenham concordado, ou talvez não tenham simplesmente entendido o que relatei em meu blog de música coreana.


Os fãs do famoso cantor Xiah Junsu discordaram (e uns me agrediram verbalmente), em relação a uma postagem intitulada Xiah – Intoxicadamente sem limites. O texto trazia a tona o uso de uma ape…

Case-se com o seu melhor amigo

"Case-se com o seu melhor amigo. Eu não digo isso levianamente. Realmente, verdadeiramente encontre a mais forte, a mais feliz amizade na pessoa com quem você se apaixone. Alguém que fale muito bem de você. Alguém com quem você possa rir junto. O tipo de riso que faça a sua barriga doer e sair ronco pelo nariz. O mais embaraçoso riso, o tipo de riso que tudo cura. O humor é importante. A vida é demasiada curta para não amar alguém que lhe permita ser um tolo. Certifique-se de que ele seja alguém que deixe você chorar também. O desespero virá. Encontre alguém que você queira que esteja lá com você durante os tempos difíceis. Mais importante ainda, case-se com aquele que faça a paixão, o amor e a loucura combinarem, e claro, através de você. Um amor que nunca irá se diluir - mesmo quando as águas se tornem profundas e escuras."
- Bella Falconi

A culpa é das estrelas!

Hoje é um daqueles dias que você se sente bem pra baixo.
E como todo bom deprimido, nós nunca queremos chutar o balde e dar a volta por cima, nós gostamos mesmo é de ver filmes tristes e ouvir músicas românticas.

Quando crianças, as pessoas insistem em nos perguntar o que seremos quando crescermos. Parece uma simples pergunta, não é mesmo? É só escolher algo dentre tantas as opções do universo, abrir a boca e falar. É isso mesmo, hoje em dia, adultos, percebemos que não é algo tão simples assim. Principalmente quando as coisas são mais difíceis do que imaginamos.
Parece um mar sem fim onde precisamos fazer escolhas a todo tempo. Como se tudo dependesse disso. É escolher a faculdade, o emprego, o namorado, o que vai fazer amanhã, no final de semana, no próximo ano... Que cansativo!
Por que não podemos simplesmente escolher viver?


E se eu escolher acordar tarde, comer um pouco de miojo, andar descalça, não pentear o cabelo, usar o pijama o dia inteiro, usar o Facebook, tirar fotos alea…